domingo, 28 de agosto de 2016

Frango Desossado com Farofa


Depois de muito tempo resolvi retomar o blog. Ainda estou muito ocupado com todas as minhas atividades, trabalho, minha faculdade de arquitetura, e tantas outras coisas, mas vou tentar, dentro do possível, postar as receitas que eu preparar nos finais de semana. 
Ontem eu fiz um frango desossado inteiro. A técnica de desossar frango sem cortar a pele eu aprendi num curso com a professora Zenaide, na Chocolândia. Fazia tempo que eu não utilizava a técnica e confesso que penei um pouco, levando quase uma hora para desossar o frango, mas deu certo. 
No futuro quero utilizar vídeos para demonstrar as receitas, que é mais didático e também está na moda. 



Ingredientes:
  • 1 Frango resfriado inteiro
  • 1 cebola
  • 3 dentes de alho
  • 1 1/2 litro de água
  • Pimenta do reino
  • 3/4 de xícara de sal
  • 1/4 de xícara de açúcar


Para a farofa:
  • 300 g de bacon
  • 1 ovo
  • 1 xícara de farinha de mandioca biju
  • 1/2 xícara de cheiro-verde picado
  • 200 g de queijo muçarela


Modo de Preparo:

Passo 1: Desosse um frango inteiro sem cortar a pele. Utilizando uma faca pequena e bem afiada, entre pela região do pescoço e vá cortando a carne junto aos ossos. A parte mais difícil é desossar coxas, sobrecoxas e coxinha da asa. Você deve desconectar os ossos nas juntas, o que facilita o processo. 



Passo 2: Numa vasilha grande coloque o sal, o açúcar e a pimenta do reino.



Passo 3: Adicione 1 litro e meio de água.



Passo 4: Mergulhe o frango inteiro desossado nesta mistura.


 Passo 5: Adicione cebola e alho picados grosseiramente.  Deixe o frango nesta salmoura por 45 minutos. Enquanto isso faça a farofa.




Passo 6: Para a farofa, corte 300 g de bacon em cubos pequenos. 


Passo 7: Coloque numa frigideira e leve ao fogo. 


Passo 8: Frite o bacon até ficar dourado e adicione um ovo. Continue fritando, mexendo sempre. Escorra o excesso de gordura.



 Passo 9: Adicione a farinha de mandioca biju e continue mexendo. 




Passo 10: Adicione o cheiro verde e apague o fogo. 




Passo 11: Por último adicione a muçarela em cubos. 



Passo 12: Adicione um fio de azeite numa assadeira.



Passo 13: Tire o frango da salmoura e passe uma água de torneira, lavando-o e tirando o excesso de sal. Seque-o em papel de cozinha . Coloque o frango sobre a assadeira, com o lado do peito para cima. 



Passo 14: Recheie o frango com a farofa.



Passo 15: Prepare para assar. Eu encosto as coxas do frango no canto da assadeira para não precisar costurá-lo. Dessa forma o recheio não vaza. 



Passo 16: Salpique pimenta do reino e sal granulado sobre o frango.



Passo 17: Leve para assar. Depois de 1 hora e 15 minutos mais ou menos, com forno a 190 graus, o frango estará pronto. Tire-o bem dourado. A casca fica super crocante. 



O RESULTADO

Um franguinho suculento e bem gostoso. Dessa vez ele não ficou muito como eu gostaria, mas tenho uma explicação. O sal acabou e eu usei sal grosso. O sal grosso deixou o prato salgado. Mas já fiz outras vezes e ele fica muito bom. Não se assuste com a quantidade de sal que vai na salmoura, é assim mesmo, só não use sal grosso, como eu fiz ontem,. 






terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Polenta Cremosa (Creamy Polenta)


Essa polenta eu vi no programa da Rita Lobo e com poucas diferenças reproduzo aqui no meu blog. Já foi feita faz tempo mas estava na fila para ser publicada. Só de lembrar dá água na boca. Na época servi com frango assado, uma receita muito boa também da Rita Lobo, que você pode ver aqui .






Ingredientes:

  • 2 xícaras de fubá pré-cozido.
  • 2 litros de caldo de legumes.
  • 2 colheres de chá de sal.
  • 2 colheres de sopa de manteiga.
  • Pimenta do reino moída na hora, a gosto.
  • 1/2 xícara de queijo parmesão ralado.
  • Cebolinha cortada em rodelas finas, a gosto.
 
 


Modo de Preparo:


Passo 1: Providencie um caldo de legumes de qualidade. Eu sempre faço o meu e deixo congelado; na hora de utilizar retiro um frasco do congelador e deixo derreter em fogo baixo. Tempere com um pouco de sal e pimenta do reino.




Passo 2: Quando o caldo de legumes estiver quase fervendo adicione o fubá aos poucos, sempre mexendo com um fouet (batedor de arame).



Passo 3: Depois de ter adicionado todo o fubá, continue mexendo bastante, por uns 10 minutos para desempelotar e deixar a polenta bem cremosa.



Passo 4: Quase no término do preparo adicione o queijo parmesão ralado e mexa mais um pouco. Se em qualquer etapa você achar que a polenta está um pouco grossa demais adicione mais caldo de legumes para afinar um pouco.




Passo 5: Para finalizar adicione a manteiga e mexa bastante. Por cima jogue um pouco de cebolinha para contrastar as cores.








 







sábado, 31 de janeiro de 2015

Torresmo em panela de ar quente (Air Fryer)

Oi gente, bom estar por aqui de novo. Já faz quase um ano que eu não posto nenhuma receita aqui no blog. Muitas coisas aconteceram, aulas no curso de arquitetura, disciplinas novas pra lecionar, enfim, muitas desculpas. Na verdade a cozinha do apartamento onde moro é muito pequena e desajeitada e sinceramente a vontade de fotografar é mínima. 

Isso está para ser resolvido com minha mudança nas próximas semanas e prometo que depois de instalado voltarei a postar a cada semana como fazia antigamente. 

A receita de hoje é um torresmo muito fácil de fazer, rápido e delicioso, dica da Renata. Ele fica sequinho pois a gordura escorre para o cesto da panela de ar quente. Resolvi testar e está muitíssimo aprovada. Veja que ele até forma a casquinha pururuca crocante. 



Ingredientes:

  • 500 g de toucinho (barriga de porco ou pancetta com o couro) cortado em cubinhos de aproximadamente 2 x 2 cms, essa medida fica a seu critério. 
  • Sal e pimenta a gosto.



Modo de Preparo:

Passo 1: Temperei o torresmo com sal e pimenta a gosto (temperei como se fosse uma salada, colocando só um pouquinho de sal e pimenta por cima e dei uma revirada pra misturar). Não exagere no sal pois torresmo muito salgado é praticamente impossível de se comer. Melhor deixar pouco salgado e corrigir o sal depois de pronto, se for o caso. 

 

Passo 2: Coloque o cesto na panela. Selecione a temperatura de cocção (200 °C) e o tempo (30 a 35 minutos).




Passo 3: Mexa a cada 10 minutos, inicialmente chacoalhando a cesta, mas depois com uma colher pois a panela faz soltar muita banha de porco, e se chacoalhar a cesta vai cair tudo para fora. 

Pra comer com um arrozinho branco, nada melhor. 


sábado, 8 de fevereiro de 2014

Gratinado de legumes e bechamel / Gratin of vegetables and bechamel

Já faz uma década que eu não apareço aqui no blog. Como tudo que acontece na minha vida, alguns fatos novos e novas ideias surgem, enquanto outras ficam no passado ou acabam perdendo sua graça. 

O blog acabou ficando nessa última opção, mas como parte de minhas resoluções de ano novo, eu disse que iria retomá-lo e aqui estou para postar mais uma receita. 

É um gratin de legumes e molho bechamel. Muuuuuuito calórico, totalmente proibido para a minha fase atual em que estou me dedicando a uma dieta de redução de calorias. Essa receita foi feita há muito tempo, mas estava na fila para ser publicada. Espero que vcs gostem. 




Ingredientes:

  • Legumes fatiados cozidos no vapor (cenoura, batata, brócolis, pimentão vermelho, mandioquinha salsa)
  • Uma receita de molho bechamel (receita aqui )
  • 200 gramas de queijo parmesão ralado (preferencialmente ralado na hora)
 



Modo de preparo:

Passo 1:  Faça uma receita de molho bechamel (aqui). Depois de pronto o molho bechamel, e já um pouco morno, adicione metade do queijo parmesão ralado. Para evitar que forme aquela casquinha por cima do molho branco é só colocar um filme plástico diretamente encostado na superfície do molho, e só retire-o na hora de usar o molho.




Passo 2: Num refratário coloque os legumes já cozidos. 




Passo 3: Coloque o molho branco já misturado com o queijo ralado por cima.




Passo 4: Adicione o restante do queijo ralado por cima do molho.




 Passo 5: Leve ao forno alto para gratinar. Se o forno tiver grill, deixe por uns 20 minutos no forno e depois ligue o grill até que a superfície fique dourada. 






domingo, 10 de novembro de 2013

O perfeito ovo pochê / Perfect Poached Egg

Encontrei essas fotos aqui no HD do notebook esperando para serem postadas e nem me lembrava mais onde havia aprendido essa técnica. Numa procura rápida pelo Google vi que essa foi uma receita ensinada no programa Mais Você, dentro daquele quadro de escolha de chefs entre celebridades (não me recordo o nome) e fez parte de um work shop ministrado pela Chef Roberta Sudbrack. Resolvi fazer em casa e deu certinho. 
Antes eu fazia ovos pochê como todo mortal, quebrando o ovo dentro de uma panela cheia de água fervente com vinagre ou dentro de um caldo quente, os ovos se espalhavam todos e ficavam com aparência feia. Utilizando esta técnica os ovos ficam redondos, perfeitos, sem espalhamento da clara, numa apresentação bem mais bonita.




Modo de Preparo:

Passo 1: Quebre o ovo dentro de uma peneira com o cuidado de não furar a gema. Espere pacientemente todo o excesso de clara passar pelos furos da peneira. Quando parar de escorrer o ovo está pronto para ser cozido.


 


Passo 2: Numa panela com água quente (não fervendo) e com uma colher de sopa de vinagre, vire o ovo delicadamente. Se a água estiver fervendo, a agitação da água vai transformar seu ovo pochê naqueles que já estamos acostumados. A temperatura da água deve estar próxima de 75 - 85 graus.  Para saber se está nessa temperatura  sem utilizar um termômetro basta olhar no fundo da panela. Quando começarem a se formar bolhas de ar a água já estará na temperatura ideal.







Passo 3: Quando o ovo estiver cozido (uns 7 minutos), retirá-lo da água e temperar com sal e pimenta do reino moída na hora. Ele fica com a clara cozida e com a gema mole, uma delícia. Se quiser a gema bem durinha, terá que deixar bem mais tempo.